Home
Dando os Primeiros Passos no wxGIS
Export

Dando os Primeiros Passos no wxGIS

A primeira postagem do mês de fevereiro vai retomar um tema abordado aqui em dezembro, o wxGIS, uma aternativa open source ao ArcCatalog e ArcToolBox. Hoje vamos ter um tutorial introdutório sobre a utilização da versão portable desta interessante ferramenta. Vale lembrar que esta distribuição só roda em ambiente Windows. Vamos ver agora como adicionar dados numa sessão da wxGIS e como realizar a conversão para alguns dos principais formatos.

Escolhi usar a versão portátil nesta matéria por ela ser em inglês, pois a versão para instalação está em russo, um idioma que, pelo menos por enquanto, não compreendo bem. E você entende? 😀

1° Passo: Download do wxGIS Portable

Para baixar a versão do wxGIS que será utilizada neste tutorial clique aqui. Mas se você preferir fazer o download a partir da página oficial escolha a opção ilustrada abaixo.

Download wxGIS

2° Passo: Descompacte a pasta em um diretório de sua preferência. Será criada a pasta wxGIS.

3° Passo: Procure dentro da pasta wxGIS o arquivo wxGISCatalog.exe. Execute-o.

Vamos entender os três quadros (colunas) principais que formam a interface do wxGIS.

Interface wxGIS

– Quadro A: Árvore de diretórios de seu projeto;

– Quadro B: Possui duas abas, uma lista (List) os arquivos e pastas presentes no diretório onde estão seus dados e a outra (Preview) oferece uma previsualização do seu dado geográfico selecionado;

– Quadro C: Funciona como um histórico das operações já realizadas.

4° Passo: Conecte uma pasta com dados espaciais ao wxCatalog utilizando o menu File > Connect Folder. wxGIS

5° Passo: Selecione o dado que deseja converter (no segundo quadro), clicando com o botão direito e escolhendo a opção Export.

Export

Será aberta uma janela onde você pode indicar a pasta onde deseja salvar o arquivo. Por este método, você pode realizar a conversão para os formatos SHP, KML, TAB, MID/MIF e DXF.

Em um próximo momento, irei preparar mais tutoriais sobre as funcionalidades do wxGIS. Mas e ai? O que acharam deste tutorial introdutório? Deixem seus comentários!

Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

]]>

12 Comments

  • Luiz Amadeu Coutinho disse:

    wxGIS é um espetáculo. Bem prático ter ele na versão portable. Só não conseguir acessar o painel semelhante ao ArcToolbox….fica a dica para o próximo tutorial 😛
    Grande abraço.

  • Jefferson disse:

    Começou bem o mês, parabéns!
    Outra dica para o próximo tutorial poderia ser a ferramenta de ortoretificação – Create ortho corrected raster.
    Por acaso sabes de algum software livre que consiga digitalizar feições em modo stereo ? eu conheço o e-foto, porem não tem essa função, ele apenas visualiza.
    Até mais.

  • […] This post was mentioned on Twitter by FOSSwiki, Richard D. Cushing and FOSSwiki, Anderson Medeiros. Anderson Medeiros said: Dando os Primeiros Passos no #wxGIS – http://migre.me/3MQGF #GIS #ArcCatalog #Geoprocessamento […]

  • Rosângela disse:

    Estamos aguardando as outras dicas! parabéns.

  • Fausto disse:

    Anderson, gostaria de saber por que sempre que tento instalar este programa, ele vem num idioma incompreensível, deve ser turco, árabe ou algo parecido. Faço a instalação e aparece apenas nesse idioma. Tentei em outros computadores e ocorre o mesmo. Mas eu vejo que no seu post isso não ocorre e não deve ocorrer com outras pessoas, pois então elas teriam comentado.

    • Oi Fausto, obrigado por seu comentário.
      Olha só, como explicado na primeira postagem da série e mencionado brevemente nesta segunda, vários usuários questionaram o fato da versão stadalone do wxGIS estar em russo. O desenvolvedor do programa, o russo Barishnikov Dimitry informa que o motivo pelo qual a versão Windows está em Russo é devido a uma lei russa que exige que programas desenvolvidos no país tem de estar na língua nativa. Caso seja em outra, o programa terá de ser registrado como uma produção estrangeira. Este problema não é verificado nas versões Linux e Portable por que já são colaborações de terceiros.
      Por isso que no tutorial recomendei a utilização da versão Portable, que é em inglês. Ok?
      Espero ter ajudado e contar sempre com suas visitas. Um Abraço!

  • […] первофевральский пост  http://andersonmedeiros.wordpress.com/2011/02/01/primeiros-passos-wxgis/ […]

Deixe uma resposta para Luiz Amadeu Coutinho Cancelar resposta

*

*