Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

O Geoprocessamento e Suas Tecnologias: Parte 1

Geoprocessamento e Suas Tecnologias

Mesmo que você tenha começado à estudar sobre Geoinformação já deve ter percebido que há alguns conceitos que são comumente confundidos. Por exemplo, muitos acham que Geoprocessamento, Geotecnologias e Sistemas de Informações Geográficas (SIG) são a mesma coisa. Nesta breve breve série de artigos apresentaremos, de forma sucinta, alguns conceitos básicos utilizados nesta área.

O QUE É GEOPROCESSAMENTO

Há quanto tempo você começou a trilhar em seus estudos das geotecnologias? Certamente você concorda que sempre é bom começar compreendendo o que é o próprio Geoprocessamento.

O Geoprocessamento e Suas TecnologiasNo meu caso, como autor deste artigo, lembro-me de que quando iniciei minha graduação em Geoprocessamento, boa parte da minha turma de quarenta alunos não tinha a menor ideia do que era o Geoprocessamento.

Alguns até achavam que teríamos um curso direcionado para Geografia Física e outros achavam que não iriam nem precisar tocar no computador durante o curso!

Mas, enfim, o que é o Geoprocessamento? Será que é a mesma coisa que o tão falado SIG? Não, não é!

O Geoprocessamento é um ramo da área do conhecimento denominada oficialmente de Geomática. Ele engloba o total conjunto de técnicas (ou tecnologias) ligadas à informação espacial, quer seja no tocante a coleta, tratamento e análise desses dados.

Algumas dessas técnicas, também chamadas de Geotecnologias são: Topografia; Fotogrametria; Cartografia; Sensoriamento Remoto; Posicionamento por Satélite; Geoestatística; Banco de Dados Geográficos; WebMapping e SIG.

[caption id="attachment_32996" align="aligncenter" width="569"]Geoprocessamento x Geotecnologias x SIG Relação entre o Geoprocessamento e as Geotecnologias – Fonte: Medeiros (2012)[/caption]

Ou seja o SIG, bem como as demais Geotecnologias mencionadas acima, formam o que chamamos de Geoprocessamento.

Acho muito interessante o comentário feito por CÂMARA & DAVIS (2001) de que “Se onde é importante para seu negócio, então Geoprocessamento é sua ferramenta de trabalho”. Essa frase resume bem o amplo leque de aplicações do Geoprocessamento.

Agora, o que é um SIG?

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (SIG)

Consideremos agora os usos do termo SIG (Sistema de Informação Geográfica) ou GIS (Geographic Information System).

Cursos de GeoprocessamentoJá percebeu que usualmente se usa a mesma sigla para definir o SIG como os softwares utilizados como ferramentas para sua implementação? Por exemplo, já ouviu ou leu algo como: “Para desenvolver o SIG da prefeitura utilizamos o SIG Kosmo“? Notou o uso do mesmo vocábulo para descrever duas coisas diferentes?

Como dizia uma ex-professora minha da faculdade, a situação descrita acima é semelhante o uso que se faz da sigla DVD tanto para o aparelho como para o disco DVD (Digital Versatile Disc).

Talvez você ache até estranha essa ideia e pense algo como: “Mas o Kosmo, gvSIG, ArcGIS e tantos outros programas não sou “SIG”?

É verdade que alguns são até chamados como “Kosmo SIG” ou “GRASS GIS“. Mas como a figura abaixo ilustra, esses softwares são apenas um elementos dos que constituem um SIG.

Componentes de um SIG

Conforme mostra o diagrama, um SIG, é composto não apenas de softwares, mas também por metodologias aplicadas, dados a serem coletados e tratados, hardwares específicos de bom desempenho, como por exemplo scanners e coletores de dados GPS e recursos humanos (que serão responsáveis por operar os programas, manipular os equipamentos e dados e, claro, definir metodologias adequadas).

Ou seja, o gvSIG, Kosmo, ArcGIS, MapInfo, GRASS, Udig e tantos outros programas computacionais, proprietários ou livres são Softwares de SIG ou Softwares para SIG. Sobre isso, recomendo que leia:

Quando se desenvolve um SIG, também chamada de aplicação SIG, dados de diversas fontes, de caráter geográfico e tabular são integrados em um único sistema onde estes dados podem ser cruzados gerando novas informações úteis.

A figura abaixo mostra alguns dados visualizados no software QGIS, anteriormente chamado de Quantum GIS.

Software QGIS - Versão 1.7.4

BANCO DE DADOS GEOGRÁFICOS E WEBGIS

Na segunda parte desta série de artigos explico sobre outras tecnologias do Geoprocessamento, como o Banco de Dados Geográfico e o Webmapping. Leia agora mesmo:

Numa postagem futura considerei sobre exemplos práticos de como se implanta uma aplicação SIG e dos produtos e análises geradas através deste.

Enquanto isso, aproveite para ler também:

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

]]>

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Receba novidades

Junte-se a milhares de pessoas que recebem em primeira mão todas as novidades